Lourenço Silva, o homem com coronavírus que está em fuga com a mãe de 70 anos, também infetada

Infetado de 43 anos, está a ser procurado pelas autoridades policiais de todo o País.

lourenço_silva_fuga

Lourenço Silva, de 43 anos, está a ser procurado pelas autoridades policiais de todo o País depois de ter violado novamente o dever de confinamento, já que está infetado com coronavírus. Fugiu com a mãe, de 70 anos, que também está infetada.

O trabalhador da construção civil, emigrante em França, regressou a Fafe em meados de março com sintomas compatíveis com a Covid-19. Foi sujeito ao teste no hospital de S. João, no Porto, e deu positivo, tal como a mãe.

Mudou-se para a Póvoa de Varzim com a progenitora, mas continuou a sair de casa e nunca mais foi localizado pela linha de Saúde 24. No domingo, a PSP cercou a zona onde estava a viver, em a Ver-o-mar, e deteve o homem por desobediência grave.

Foi levado a casa e esta segunda-feira a PSP voltou ao apartamento e já não encontrou Lourenço Silva, nem a mãe. Ambos continuam em parte incerta.



Em Portugal, que está em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 17 de abril, registaram-se 380 mortes (mais 35 do que na véspera) e 13.141 casos de infeções confirmadas (mais 699), segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 1,4 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 82 mil. Dos casos de infeção, cerca de 260 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia. O continente europeu é, neste momento, o mais atingido, com mais de 750 mil infetados e mais de 58 mil mortos.

 

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*